17 de março de 2010 às 05:46

Convulsão Febril

O que é a convulsão febril?
- A convulsão febril afeta um pequeno número de bebês e pode ser provocada por uma subida repentina na temperatura.
Sitomas:
- Perda da consiência.
- O corpo fica rígido ou mole.
- O corpo se agita ou se contrai.
- Pode ser que seu filho fique enjoado ou desorientado depois da convulsão.



Aqui em casa dos 7 filhos só a Gei teve um convulsão com dois anos e o Jair aos 11 meses. A do Jair foi bem mais fraca em vista a da Gei.


Na noite da sexta para o sábado minha mãe teve um sonho que pegava uma criança desacordada e sacodia, sacodia até ela chorar e voltar em si. Ela acordou e contou para o meu pai, ele não deu muita bola. (acabou que ela não contou mais para ninguém).

Gei está ficando direto em casa agora. No sábado ela foi a igreja e na volta passou aqui em casa. Como é de costume, o Gu quando me ver já quer vim para o meu colo, como estava ocupada ele nem ligou. Foi vê a avó que estava no quarto depois a menina que olha ele trouxe para o escritório onde estava e ele ficou só resmungando, uéh, uéh... Achei estranho mais terminei o que tinha que fazer lavei a mão, troquei de roupa e peguei ele (é só pegar que ele faz a festa no meu colo) nesse dia ele nem ligou. Quando abraçei ele achei meio quentinho, fui no quarto e fiquei com ele olhando no espelho e aproximei meu rosto no dele, a cabeça estava pelando de quente. Fui para a cozinha onde estava minha mãe e Gei e perguntei a Gei se ele estava com febre, ela disse que não e pediu para minha mãe olhar (ela é expert nesse assunto..rsrs). Ela encostou o rosto e falou, tá! Dá rémedio logo.

Gei não trouxe e não tinha nenhum aqui em casa, foi quando pediu para Jair comprar e ele falou, deixa para quando agente por embora, dai Gei falou, eu já tive convulsão e não é bom esperar, ele: eu também. Dai falei, então o histórico de vocês não é nada bom vai logo.
Enquanto isso minha mãe pediu para dá banho nele que já ajudava a baixar a febre, não vou menti fiquei com dó (febre já dá frio ainda dar banho frio) mesmo assim ainda deu banho. Jair chegou com o rémedio e deu logo para ele. Fui para o quarto vê se ele dormia, já que estava chatinho. Pegou no sono, deitei com ele na cama ele em cima de mim...Depois Aninha chegou com Robertinho chorando e ele acordou procurando o choro, sair do quarto e fui mostrar Robertinho para ele nessa hora ele deu duas tremidinhas (segundo minha mãe já é a convulsão) e achei que seria brincadeira dele ou ele teria se assustado, abraçei ele mais forte. E como Aninha tava com o cabelo solto e Robertinho chorando dei o Gu para Jair segurar e fui ajudar Aninha, nisso o Gu já passou pela mão de todo mundo e depois voltou para o quarto onde estava eu e Aninha. Depois Gei saiu com ele para a cozinha (onde tinha mais gente), continuei no quarto mais Aninha. Não tô sabendo de nada quando Gei entra no quarto desesperada dizendo que o Gu estava todo lerdo, sair correndo para vê e quando chego no outro quarto estava Jair tentando vê se ele ficava em pé e nada, todo mole e a cabeça caindo e os olhos abertos e parados. A boca estava travada, Jair tentou abrir até que conseguiu e segurou a lingua quando saiu mais Gei e Sóstenes para um hospital.

Na cozinha ele sentou no colo do Jair e abaixou a cabeça e todo mundo deu risada, foi quando ele não levantou mais, Gei falei, ele tá estranho e pegou no colo e ele ficou todo lerdo, foi quando Jair tomou da mão e foi para o quarto dos meus pais e Gei entrou desesperada no meu quarto.
Sairam daqui umas 23horas mais ou menos, assim que chegou no hospital Sóstenes me ligou avisando que tinha deixado eles no hospital e estava indo estacionar o carro, depois Jair liga falando que o Gu já tinha voltado em si e que no carro ele já estava melhorzinho porque estava mordendo com mais força o dedo dele. Como levou no Hospital da Bahia, lá não tem emergência pediátrica, mesmo assim foi chegando e falando o que o Gu tinha e veio um enfermeiro e levou para dentro chamou um médico, depois veio outro médico e colocou logo oxigênio e deu novagina e deu os primeiros socorros enquanto isso o Gu ainda estava meio lerdinho e aos pouco foi ficando mais ativo e depois não queria mais tomar oxigênio..rs... Explicou que como já tem histórico na família não é bom deixar passar dos 37º graus e logo dá o rémedio, de preferência o Aliviim. Como pediu para ir em outro hospital com pediatria eles foram no Aliança, mais o atendimento lá está precário, embora seja um hospital de porte. Demorou para chegar um médico e ainda assim não fez nada. Só ficou mais um tempo em observação.

Enfim... chegaram em casa as 2 da manhã, claro, estavamos todos acordados. E Jair brincou, é Gustavo agora você tem crédito para gritar o ano todo..rsrrs... depois do sufoco que passou a maior chatisse ainda temos que agradeçer a Deus pela saúde!
Ele chegou dormindo e só acordou as 6h para tomar o leite e levantou mesmo as 8h. Umas 9 horas a febre voltou. Tomou rémedio e de meia em meia hora olhavamos para vê como estava a febre e só veio parar a tarde a noite já não teve mais.
Segunda-feira acordou chorando, nada estava bom. Os pézinhos estavam cheio de pontinhos vermelhos. Liga para a pediatra e a recepcionista diz que tinha que marcar antes, minha mãe falou, marcar nada, isso é uma emergência se ele não para de chorar. Arrumou e Gei foi com a Katy. Chegando lá a pediatra olha e diz que ele tem é Coxsackievírus que é uma doença de infância comum que afetam na maior parte das crianças. Na maioria dos casos a infecção produz 7-10 dias de febre. Podem haver bolhas na boca, na garganta, nas palmas das mãos, ou nas solas dos pés. A causa desse vírus é a mão suja que coloca na boca :S Ou seja, ai está a causa da febre alta do nada.

Mais graças a Deus que ontem o Gu amanheceu como era antes e voltou a comer normal.


Ps.: Fotos ilustrativas. O pézinho do Gu não ficaram essas bolhas grandes não, bem pequenininhas mesmo.

7 comentários

Anônimo 17 de março de 2010 14:11

menina que susto Horrivel !!!! e olha que sua mãe até sonhou... puxa vida !!!! Nessas horas só Deus mesmo... depois venha falar mais dele, como ele está? bjs e ralemnte o Gu tem muito credito com vcs...judiera!!!
Lis e Thi

Cíntia Helena 17 de março de 2010 16:26

ApdD Mille...menina que susto hein???
Meu Daniel tb não esteve nada bem esse último mês, causa do meu sumiço, agora ele está se preparando para fazer uma cirurgia, orem a Deus por nós tá?
Amiga perdi todos os meus contatos de e-mail, se vc puder me mande de novo...Meu esposo instalou aqui o windows 7 e perdi tudo...acha?
Deus abençoe
Big Beijosssss

Laís Assis 18 de março de 2010 00:18

Oi, Mille! Que bom que o Gu já está bem, tadinho!Por mim criança não ficaria doente...

Bjo!

Mary Lúcia 18 de março de 2010 03:25

Que susto vcs tomaram com o Gu...Graças a Deus êle está melhor!

beijocas

Gaby 18 de março de 2010 11:56

Que susto Mille!! Mas que bom que agora ele tá medicado e se curando dessa doencinha comum mas de nome estranho. Agora é ficar de olho nessas febrinhas pra nao deixar a dele aumentar né. Baita susto mesmo. Fiquei agoniada lendo o post. Que tenha sido a primeira e ultima!! Melhoras pro rapazinho modelo!

Viviane 20 de março de 2010 22:30

Amigas, que susto! Que medo!!! O Marcus já teve assim, meio molinho por conta de uma febre...mas por sorte nada de sério...e ele também já teve essas bolhinhas...o pediatra dele disse que é comumente conhecida como roséola...mas em meninos ele diz que é azuléola...kkkkkkk...em média 5 a 7 dias incomodando...febre, inapetência, bolhinhas...mas depois de sarados, eles voltam com tudo! Estou rezando pelo Gu...melhoras!

Anônimo 28 de maio de 2011 16:06

Eu passei por essa experiencia mas de outra forma, eu nao sabia q na familia do meu maarido tivesse caso de convulsao febril. O Joao PEDRO TEVE e ainda pode ter pois, ele esta com 10meses. Foi horrivel, sai gritando no meio da rua com ele sem saber o que estava acontecendo. Logo, quando fomos por hospital descobrimos q tinha infeccao no ouvido, ficamos 3dias no hospital. Depois disso se ele ficar molinho e injuado ja fico atenta,medo a temperatura se deu 37.2 dou dipirona ou tilenol bebê. E bom ficar sempre de olho.

Postar um comentário