9 de abril de 2009 às 20:22

4 semanas (gravidez da Ana)



A menstruação esperada não aparece. Aqui a suspeita da gravidez começa. Alguns sintomas podem começar, tais como seios doloridos e inchados, escurecimento da aréola, cansaço, sonolência e náuseas.
O zigoto mede um pouco mais de 1mm. Ele começa a se dividir em três tecidos diferentes (folhetos germinativos):
- ectoderma - que futuramente será pele, cabelos, olhos, esmalte dos dentes e sistema nervoso
- mesoderma - se transformará em esqueleto, músculos, rins, coração e vasos sangüíneos
- endoderma - formará os pulmões, fígado, sistema digestivo e o pâncreas.
A placenta ainda se desenvolve. Ela trará oxigênio e nutrientes para o embrião, além de produzir os hormônios da gravidez (progesterona e estrogênio). Ela está ligada ao embrião pelo cordão umbilical, em formação como a rede vascular, que fará trocas com o sangue materno.
Ao fim dessa semana, o zigoto apresentará também um tubo neural (que será o sistema nervoso), notocorda e intestino primitivo (arquêntero). O embrião estará alojado na parte superior do útero envolvido por uma bolsa cheia de líquido amniótico chamada de saco gestacional, que o protegerá de traumas e infecções até a 12ª semana ou 3 meses.
O líquido anmiótico se renova a cada seis horas e chega a 1 litro ao fim da gravidez.
ConfirmaçãoA confirmação da gravidez pode ser diagnosticada através de exames de urina ou de sangue.
Todos têm grandes probabilidades de acerto, mas o exame de sangue é o mais precoce e confiável (a partir de 15 dias da concepção).
Tanto na urina como no sangue é identificado o hormônio gonadotrofina coriônica que só a placenta produz.

1 comentário

Karla Adriana 18 de outubro de 2010 20:27

Fiquei apaixonada por sua família, da vontade de participa dela também.
Que Deus continue sempre abençoado todos vcs, é um grande exemplo de união. A Paz do Senhor Jesus

Postar um comentário